Até mesmo nós PCDS temos preconceitos e não enxergamos!

1
3647

Nome: Caren Bardella de Carvalho Idade:34 anos Cidade:Ribas do Rio Pardo M.S

Caren-Bardella-amigos-cadeirantes

01- Caren você usa a cadeira de rodas por qual motivo e a quanto tempo?

Uso porque tenho Charcot Marie Tooth e minha mobilidade está bastante reduzida. Uso a cadeira de rodas a 3 anos.

02- Quais as suas maiores limitações, podem aumentar com o passar do tempo?

Minha maior dificuldade é poder andar, cada dia que passa vou ficando mais fraca para andar. A Charcot Marie Tooth é progressiva e com o tempo tende a piorar os sintomas.

03- Essa doença é parecida com a do João Paulo Nascimento ( o cadeirante que caiu com a tocha) possui. O que você achou do julgamento virtual que foi feito com ele?

A doença que tenho é Charcot Marie Tooth (CMT) é diferente, mais ambas acarreta a mobilidade reduzida. Eu sinceramente achei que o julgamento todo contra o rapaz foi ridículo, e o que mais me espantou é que a maioria dos comentários, veio dos próprios cadeirantes ou pcds. Isso me fez enxergar que até mesmo nós pcds temos preconceitos e não enxergamos, existem muitas outras doenças que talvez não são visíveis e nos deixa a depender de um certo modo de uma cadeira de rodas.

04- Você também já foi rotulada como uma “falsa cadeirante”, qual foi a sua reação?

Já sim,pelo fato que tenho mobilidade reduzida e uso a cadeira de rodas só dá porta pra fora de casa. As pessoas acham que cadeirantes são só aqueles que são paraplégico ou tetra. A sociedade criou essa concepção. Esses dias fui fazer concurso e quando terminei a prova fui ao banheiro, chegando lá havia outras moças, entrei no banheiro “normal ” pois não encontrei o banheiro para pcd.

12742101_817623271699027_5437931167310926821_n

Todas ficaram me olhando entrando com a cadeira de rodas e quando cheguei na porta eu travei a cadeira e levantei para entrar onde fica o sanitário, falei para a minha colega cuidar da cadeira. Foi muito engraçado, as outras mulheres que estavam lá ficaram olhando assustadas e uma olhava para a outra espantadas, tinha uma que estava passando batom e parou e ficou olhando, só que não perguntaram nada . Eu acho que pensaram que me fiz de cadeirante para fazer o concurso e concorrer a vaga de pcds.

05- A falta de informação é grande no Brasil, no mesmo nível da falta de acessibilidade. O que falta na sua cidade para você conseguir ter uma vida mais independente?

Aqui falta de tudo! Rampas,calçadas melhores, uma associação para pcd e esportes adaptados.

06- Você prática alguma atividade física ou gostaria de treinar em alguma modalidade dos esportes adaptados?

Não prático nenhuma, mas gostaria de praticar basquete ou tiro ao alvo.

07- Qual o seu maior objetivo neste momento?

Terminar minha faculdade,  passar em algum concurso e encontrar alguém especial para dividir a vida.

08- Jogo rápido:

Família é: Cumplicidade
Fé em: Deus
Amor: O mundo está precisando
Medo de:…

Muito obrigado por compartilhar um pouco da sua vida com a turma do site! 😀

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui