Resumão paralímpico 01- 25 Destaques dos primeiros dias de competição!

0
2307

Seja bem-vindo ao nosso Resumão paralímpico 01- Fique por dentro dos momentos que deveriam ser transmitido, em todas as emissoras de TVs abertas! Faça o seu cateterismo, pega um suco natural e curta os melhores momentos da paralimpíadas Rio 2016! 😀

ABERTURA: Infelizmente não consegui acompanhar a cerimônia de abertura, não só eu. Creio que 85% da população não assistiu a abertura dos jogos paralímpicos.

A cerimônia foi transmitida pela TV Brasil e pelo canal fechado Esporte TV 2, da rede Globo. Também foi transmitido na internet pela transmissão interativa, do canal Esporte TV 2. A “festa” teve vários momentos marcantes, alguns deles você vai poder conferir no vídeo acima. O momento que fez mais barulho na internet foi a infeliz frase: Pessoas cadeirantes estão “presas na cadeira de rodas”. Comentário feito pelo comentarista da Esporte TV 2, durante a abertura.

“Também não gostei do comentário. Sem a minha cadeira de rodas, aí sim, eu estaria pior que um bandido preso. A cadeira de rodas é minhas pernas!” Paulo Oliveira

PRIMEIROS DIAS DE COMPETIÇÃO, DESTAQUES:

01- Abrimos nosso quadro de medalhas com o fundista Odair Santos, ele compete na classe t11 dos 5 mil metros.

odair-santos

02- As meninas do goalball derrotaram  o time americano e avança na competição. Durante a partida a juíza pediu para retirar um bebê que chorava na arquibancada.

dsc_0732

*Parece um ato bizarro, mas o goalball é praticado por pessoas que têm deficiência visual. Então é necessário muito silêncio durante a partida, para que os atletas recebam com precisam as orientações.

03- No Fut de 7, o Brasil venceu a Grã-bretanha por 2 a 1 e segue na competição.

brasil_x_gra_bretanha11_104- No salto a distância para cegos o Ricardo Costa conquistou a medalha de ouro.

salto-205- No basquete em cadeira de rodas, as meninas passaram por cima do time argentino. O placar foi de 85 a 19!

6206- A rapaziada do basquete em cadeira de rodas perderam na estreia para os americanos que são vice campeões mundiais. O placar foi de 75 a 38. O brasil têm mais 4 jogos para tentar garantir uma medalha!

gettyimages-600638522_fygznyc07- Na competição dos 100m T14 o Alan Fonteles ficou de fora da final. Ele terá chance de garantir medalha na prova dos 400m, 4x100m e 200m (na qual é o atual campeão paralímpico). Saiu da pista de competição sem falar com os reportes!

28925640744_9b9e2b355c_o08- O judoca brasileiro Antonio Tenório foi inspiração para o romeno Alex Bologa, que derrotou favoritos na modalidade e conquistou a medalha de bronze.

gettyimages-133456362 img_0304

09- Daniel dias conquista a primeira medalha para a natação paralímpica, nesta competição. Ao todo ele já é dono de 16 medalhas paralímpicas!

7210- Ítalo Pereira também subiu ao pódio do Estádio Aquático. Foi terceiro lugar na final dos 100m costas, categoria S7.

dsc_146711- Tricampeã do futebol para cegos, a seleção brasileira é o “Dream Team” de uma modalidade que chama a atenção pelo controle de bola e habilidade dos jogadores. A dispulta pela medalha de ouro colocará o Brasil frente a frente com os argentinos, grandes rivais do país na modalidade.

ricardinho_112- A nadadora Zulfiya Gabidullinaa, do Cazaquistão, mostrou que nunca é tarde para estrear no alto do pódio de uma Paralimpíada. Aos 50 anos, a simpática atleta Zulfiya Gabidullinaa, vibrou ao conferir no telão do estádio a vitória, na final dos 100m livre S, com direito a recorde mundial (1m30s07). Emocionada com a conquista inédita em sua segunda Paralimpíada, garantiu não se importar com idade e ainda vê um futuro promissor para sua carreira.

“Idade não é obstáculo. É só alguma coisa que está escrita no meu passaporte. Não sinto minha idade – garantiu após a prova.“ Disse em entrevista.

2016-09-08t215921z_587962192_ht1ec981p2by8_rtrmadp_3_paralympics-rio-athletics_hhugoss13- Alçado ao posto de celebridade depois de Londres, chinês Tao Zheng, de 25 anos, volta a quebrar o recorde mundial dos 100m costas no Rio e pretende se aposentar. Se  for apoiado pelo Comitê Paralímpico Chinês, Tao vai de fato largar o esporte. Quer terminar os estudos, arrumar uma namorada e um emprego.

tao_zheng_efe14- Perder os membros superiores em um acidente de trem não parou Ibrahim Hamadtou. Sem os braços, egípcio joga tênis de mesa com a boca.

28920407464_04835395eb_h 29255643300_a499576f9f_k 29255643140_d87ff17099_k15- Com golaços de Ricardinho e Jefinho, Brasil vira e vence Marrocos no Fut 5 Dream Team da modalidade e tricampeã paralímpica, seleção brasileira sai atrás no primeiro tempo, mas dá a volta por cima.

dsc_040316- Daniel Martins justifica favoritismo, estabelece novas marcas e unifica títulos mundial e paralímpico nos 400m T20.

2016-09-09t153719z_425958615_ht1ec9917dmbf_rtrmadp_3_paralympics-rio-athletics17- Terezinha perde recorde mundial, mas briga por ouro, e Brasil garante pódio. Chinesa estabelece nova marca, e brasileira fica em segundo na semifinal. Britânica também faz melhor tempo, mas é eliminada e coloca Jerusa Santos na grande final.

2016-09-09t150440z_18163435_ht1ec9915vdak_rtrmadp_3_paralympics-rio-athletics18- Favorita ao ouro na Paralimpíada do Rio 2016, a seleção brasileira masculina de goalball venceu mais uma na Arena do Futuro. Desta vez, o Canadá foi a vítima, e os meninos não tiveram piedade: 11 a 3.

romario19- Bullying, 12 cirurgias no olho e milagre: Alice contraria a medicina e voa baixo. Corredora de 20 anos disputa a final dos 100m T12 (deficiência visual) e espera levar sua primeira medalha na Rio 2016 para dar boa resposta a médico que sugeriu aborto.

14241424_1091862264223637_1689442102236564779_o20- No tênis, número 1 do Brasil passa de fase e desafia bicampeão paralímpico, top 20 do mundo, Daniel Rodrigues despacha chileno e na segunda rodada encara japonês Shingo Kunieda, ouro em Pequim e em Londres e atual 6º lugar do ranking. “Essa vitória foi emocionante. A torcida… nunca joguei assim, e em casa foi fantástico. A torcida é como um jogador que está ali dentro ajudando. Tem um nervosismo, de fazer o primeiro jogo na quadra central, dá aquele frio na barriga. Mas eu consegui dosar isso e ganhar o jogo, que é o mais importante.” Disse em entrevista.

221- No desempate, brasileiro perde pódio inédito no halterofilismo: “Dói muito” Após receber em casa o melhor halterofilista do mundo para intercâmbio, Bruno Carra tem melhor resultado da história do Brasil, mas chora e lamenta falta de medalha.

2016-09-09t173341z_1825995640_ht1ec991cr9e2_rtrmadp_3_paralympics-rio-powerlifting22- Em luta de 40s, Lúcia Teixeira cai para ucraniana e repete a prata de Londres. Na Arena Carioca 3, brasileira perde rapidamente para Inna Cherniak, da Ucrânia, na decisão da categoria -57kg, e fica em segundo lugar na Paralimpíada de 2016.

dsc_081223- Indiferentes à pressão do banco e da torcida, alemãs vencem Brasil: 77 a 32. Time europeu, atual campeão do basquete em cadeira de rodas, estreia com boa atuação na defesa e no ataque. E mostra que vem forte na busca por mais um ouro.

28944969054_5ea92abda0_k_uzxngpn24- Do Fut 7 do Vasco ao voo solo na pista, Fabio Bordignon fatura prata nos 100m. Após transição ”dolorosa”, brasileiro se encontra nas pistas e celebra no Engenhão. Ucraniano Ihor Tsvietov é o mais veloz com 12s31; Argentino completa o pódio.

2016-09-09t140445z_1361275987_ht1ec99133b7m_rtrmadp_3_paralympics-rio-athletics25- Verônica Hipólito só fica atrás de britânica e é prata nos 100m. Brasileira crava 12s88, marca quatro centésimos mais lenta do que na semifinal.

29262395770_979538c751_o

FIQUE LIGADO EM NOSSO RESUMÃO PARA NÃO FICAR DE FORA DESTE MOMENTO! 😀

quadro-de-medalhas-paralimpiadas-rio-2016-amigos-cadeirantes

 

Informações e fotos via: Globo Esporte