Você têm o direito de se sentir infeliz!

Quando vivemos um momento difícil pensamos em tudo, começamos aquela famosa reflexão sobre os nossos atos e os caminhos não escolhidos. Muitos tentam achar um motivo para tanta “desgraça”, buscam uma resposta de Deus, outros perguntam até para o Diabo. O desespero aumenta quando apenas o demônio (entre outros nomes que assustam os pobres de espírito) responde.

“Pede a morte, porém não a recebe. Pobre coitado, o desejo de morrer aumenta com a incapacidade de segurar uma faca. Os remédios ao seu alcance de nada servem, suas noites são frias, seus dias são nublados e não há luz em sua vida.”

cadeirante-cinema-Mar-adentro-amigos-cadeirantes-dvdA imagem acima é do filme Mar Adentro, esse filme conta a história de vida do espanhol Ramón Sampedro.
Biografia
Nasceu em 5 de janeiro de 1943, no Município de Puerto del Son. Com 18 anos de idade entrou para a marinha mercante com a intenção de conhecer o mundo. Com 25 anos, sofreu um acidente, mergulhou de cabeça, bateu em uma pedra e ficou com a lesão de tetraplegia!

Foi o primeiro cidadão espanhol a pedir pela eutanásia (suicídio assistido). Argumentava que era direito de cada pessoa dispor de sua própria vida e que, no seu caso, estava impossibilitado de fazê-lo sem o auxílio de outras pessoas. Seu pedido foi negado pela justiça porque o código penal, vigente, não permite o uso da eutanásia.

O próprio Ramon Sampedro

Ramon Sampedro em uma de muitas visitas ao tribunal.
Ramon Sampedro em uma de muitas visitas ao tribunal.

Ramon morreu em 12 de janeiro de 1998, envenenado com cianeto de potássio. Pediu a ajuda de sua amiga Ramona Maneiro para tomar o veneno. Antes de se matar, Ramón escreveu os livros: Cartas desde el Infierno (1996)” (Cartas do Inferno), Cuando yo caiga” (Quando eu cair). Foram publicados após a sua morte, em 1998.

Ramona Maneiro foi detida dias depois e julgada, na falta de provas foi liberada. Depois de 7 anos ela admitiu ter facilitado o acesso ao veneno e também ajudou na gravação do vídeo em que ele proferiu suas últimas palavras.

Muitas pessoas alegaram ter auxiliado na preparação da morte de Ramon, inspiradas pela obra literária “Fonteovejuna”, em que vários indivíduos se dizem culpados coletivamente para que não seja condenada uma única pessoa. Mar Adentro foi lançando em 2004 pelo cineasta Alejandro Amenábar, o personagem de Ramon foi protagonizado por Javier Bardem. O filme recebeu vários prêmios, entre eles, o Oscar de melhor filme estrangeiro e 14 prêmios Goya.

No vídeo abaixo você pode assistir uma cena que não precisa de tradução em nenhum país!

Você têm o direito de se sentir infeliz, porém, o seu amor próprio pode salvar vidas. Inclusive a sua! Quer salvar vidas com seus exemplos em vida ou ser lembrado pela sua morte?

REVISÃO
Ótimo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorThayane Tavares- “Meu objetivo no momento é andar…”
Próximo artigoA banheira criada para cadeirante
Ser cadeirante é ter um motivo à mais para fazer o mundo um lugar melhor, para viver e conviver com o próximo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui